Realização de documentários
Esta oficina envolve todas as etapas da realização de um documentário, desde a concepção do tema, pesquisa e pré-produção, gravação, edição e finalização.

O observador crítico
A indústria da comunicação e entretenimento de massa é hoje o maior veículo formador de opinião da sociedade contemporânea. Desde os primórdios da história da mídia impressa, do cinema, do rádio e posteriormente da televisão, estas linguagens sempre estiveram ligadas às grandes visões ideológicas e políticas vigentes. Assim, como perceber o discurso por trás da montagem sucessiva das imagens? Ou como determinado ponto de vista é sugerido com a criação das histórias ficcionais e documentais? São questões como estas que esta oficina pretende levantar e, acima de tudo, colocar em discussão.

Treinamento do olhar
A fotografia, seja em movimento ou estática, parte sempre de um olhar particular para o mundo. Portanto é o olhar do fotógrafo, sua relação com a luz, as formas, lugares, pessoas e situações que o cercam que fazem com que as imagens produzidas sejam consistentes, sensíveis e comunicantes. Neste curso, propomos um treinamento para o olhar que se baseia tanto na apreciação de filmes como na produção de diversos exercícios práticos.

Roteiro de curta-metragem
Esta oficina propõe uma abordagem prática para o processo criativo na construção de uma história ficcional. Através de alguns recursos técnicos narrativos, os participantes realizam um roteiro de curta metragem de ficção.

Relações entre o documentário e a prática médica
Esta oficina foi ministrada por alguns anos na Faculdade de Medicina da Unicamp, para alunos de primeiro ano dos cursos de medicina e fonoaudiologia. A partir do estudo e de exercícios sobre a prática da entrevista no documentário, trabalhamos a sensibilização para a escuta do outro, o interesse pelas histórias de vida e assim, a humanização da relação entre médicos e pacientes.

Cine Coco
Em parceria com a Praça do Coco, em Barão Geraldo (Campinas/SP), o Cine Coco era estruturado a partir de dois objetivos principais: a ocupação de espaços públicos com sessões de cinema, nas quais eram exibidos filmes nacionais - sempre um longa precedido por um curta, e a democratização do acesso à filmes, fora do circuito comercial de cinema nos shopping centers da cidade, com sessões gratuitas. O projeto deve a duração de 18 meses entre 2010 e 2011.

Cine Barão
Foi uma parceria entre o Laboratório Cisco, o grupo pró Parque de Barão Geraldo e a produtora Capuccino Produções, além de alguns colaboradores. O projeto realizou uma parceria com a Mostra Curta de Campinas, sendo parte de sua programação em 2015. Durou cerca de 6 meses (agosto de 2015 à janeiro 2916), nos quais foram realizados ciclos de cinema, tais como Ciclo de Cinema Argentino, Ciclo Almodovar e Ciclo Wooky Allen. Todas as sessões eram gratuítas e forma realizadas no Restaurante Raízes Zen, em Barão Geraldo (Campinas/SP).