Os palhaços Carolino e Teotônio chegam com suas malas. Dois grandes patetas que, como lados de uma mesma moeda, se completam e se opõem, compondo um entrelaçar de situações ridículas e delicadas dentro de um universo de objetos lúdicos. Com seus jogos e gags, danças e duelos que destilam uma afeição subliminar, esta inseparável dupla toca profundamente o espectador. Construído a partir da interação da clássica dupla de palhaços – conhecida como o Branco e o Augusto e imortalizada pela famosa dupla do cinema “o Gordo e o Magro” –, o espetáculo utiliza as relações humanas como matéria prima, especialmente a relação dos palhaços com a plateia, elemento sem o qual as brincadeiras não poderiam acontecer.  Criado em 1996, foi apresentado em diversas cidades do País, e também na Espanha, Finlândia, Egito, Israel, Bolívia, França, Equador, Estados Unidos, Itália, Nicarágua e Portugal.